Opções
  • Imprimir

    Imprimir
  • Favoritar

    Favoritar
  • Compartilhar

    Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

Prêmio ArcelorMittal inicia atividades em 2018

Publicado em 21/03/2018

Projeto propõe uma reflexão sobre os 3Rs reduzir, reutilizar e reciclar


O Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente retomou suas atividades e chega à 27ª edição em 2018. A novidade deste ano é a escolha do tema “Meio ambiente e ciência: reduzir, reutilizar e reciclar – os 3 Rs no meu dia a dia”. A preocupação com a destinação do lixo, a importância da economia circular e a implementação de soluções ambientalmente corretas são algumas questões na pauta que motivaram a definição pelo assunto. Cerca de 228 mil kits educativos foram produzidos para distribuição às escolas participantes e os educadores vão ser qualificados nos meses de março e abril.

Voltado para alunos e educadores, o projeto visa estimular a experimentação científica. A expectativa é que mais de 300 escolas públicas e particulares se envolvam no projeto. As instituições de ensino estão localizadas em 32 municípios de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Bahia e Santa Catarina.

“Além da consolidação do seu modelo por projeto de ciências, o concurso tem o desafio de alcançar a cada ano  uma maior participação da comunidade escolar. Acredito que a meta será atingida em função do tema estar relacionado ao cotidiano das pessoas. A reutilização do lixo e a reciclagem são questões que ganham cada vez mais destaque no Brasil”, aponta Leonardo Gloor, diretor-presidente da Fundação ArcelorMittal. Muitas das escolas que participam estão inseridas em localidades onde a coleta seletiva não é uma realidade. Diante disso, ganha mais importância trabalhar o conceito da redução do consumo e da economia circular.

Ao trabalhar a questão na sala de aula, o Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente 2018 pretende envolver estudantes e professores sobre a importância do tema no cotidiano do aluno, estimular a curiosidade, o trabalho em equipe e a experimentação. O assunto ainda está em consonância com a atuação da empresa, que é adepta à economia circular. Em linhas gerais, a proposta é que os resíduos gerados pela produção de uma indústria sirvam de matéria-prima reciclada para ela própria ou para outras. No caso da ArcelorMittal, 9% de sucata gerada pela empresa é reutilizada na fabricação de um novo aço.

O projeto é realizado em parceria com as Secretarias Municipais e Estaduais de Educação e Meio Ambiente e com as unidades locais da ArcelorMittal e Belgo Bekaert. A edição do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente no ano passado registrou aumento de 14% no número de alunos participantes e de 5% no total de escolas, em relação a 2016. No total, foram inscritos 425 projetos. Em 2017, 32 cidades participaram e foram beneficiadas cerca  de 88 mil pessoas.